Arte Vida Itinerante do Sesc leva alegria aos hospitais públicos do Distrito Federal

Mais do que diversão e entretenimento, a presença de palhaços em hospitais faz uma grande diferença no tratamento de pacientes, favorecendo o processo terapêutico e a humanização do ambiente hospitalar. Nesse contexto, o Sesc-DF dará início ao projeto “Arte vida itinerante”, a partir desta sexta-feira (16), das 16h às 18h, no Hospital Materno Infantil de Brasília, localizado na 608 Sul. A ideia é que o projeto seja realizado duas vezes por mês. Neste ano, o cronograma segue até o dia 13 de dezembro.

O projeto tem como proposta realizar apresentações de palhaçaria em hospitais públicos para oferecer melhor qualidade de vida aos pacientes, como foco nas alas de internação. “Por meio da ludicidade, humanizamos o tratamento e assim buscamos diminuir a ansiedade, o medo e a tensão”, afirma o assistente de coordenação de Cultura do Sesc-DF, Ivaldo Gadelha. A programação de caráter sociocultural incluirá apresentações artísticas nas modalidades de circo e de teatro. O grupo “Risadinha” será a atração da primeira edição do projeto, nesta sexta-feira.

(Com colaboração e texto de Luciane Zorzin)