Autópsia – A continuação (ato IV) vence o Prêmio Sesc do Teatro Candango 2018

O presidente do Sesc-DF, Ademir Santana, participou da premiação e lembrou que este é o único prêmio de teatro da capital federal.

Uma bela e animada festa consagrou na noite desta terça-feira (4), na unidade do Sesc em Ceilândia, os vencedores do Prêmio Sesc do Teatro Candango 2018, a única iniciativa de premiação voltada para as artes cênicas do Distrito Federal. O espetáculo Autópsia – A continuação (ato IV), protagonizado pelo grupo Sutil Ato, foi o grande vencedor desta edição ao levar, entre outros, o prêmio de melhor espetáculo adulto. A atriz do grupo vencedor, Maria Eugênia Félix, foi premiada como melhor atriz em 2018. Ao ser anunciada, Maria Eugênia foi aplaudida de pé pelos colegas. O grupo ainda venceu como melhor figurino com Rachel de Oliveira, Thayná Caminho dos Santos e Jordelina dos Santos Soares. Outro trabalho a se destacar foi Sonho de uma noite de verão, do Grupo de Teatro Celeiro das Antas. Juntos, eles levaram o prêmio de melhor direção, com José Regino, e melhor ator, com Rodrigo Lelis.

A noite celebrou ainda os prêmios conquistados pelo espetáculo Cria, do grupo Coletivo Criadouros. Com versatilidade no desempenho dos mais diversos ofícios cênicos, o grupo levou como melhor cenografia, com Ana Flávia Garcia, Caísa Tibúrcio e Nara Faria, melhor iluminação com Marcelo Augusto e melhor dramaturgia, com Ana Flávia Garcia. O espetáculo Segura Mamãe, da Cia da Sorte, venceu como melhor espetáculo de rua. O vencedor do espetáculo infantil foi a peça Bendita Dica, da Cia Burlesca.

O presidente do Sesc-DF, Ademir Santana, realizou a abertura do evento e lembrou que este é o único prêmio de teatro da capital. Para Adelmir, ações como essa valorizam o trabalho da instituição em promover cultura para um país inteiro “O nosso intuito é motivar a classe artística local e não só os que estão no palco, mas os que estão atrás da cortina também. Nós do Sesc, além de estarmos difundindo a cultura e formando plateias, estamos valorizando os artistas. Temos muito orgulho de premiar anualmente e ao mesmo tempo realizar homenagens a grandes nomes do cenário das artes cênicas. O nosso desejo é promover sempre a cultura do Distrito Federal”, afirmou Adelmir. A noite de gala premiou ainda nas categorias melhor sonoplastia, com Chico Mosrri, Bruna Martini e Simone Reis, do espetáculo Stanislove-me.

Julia Lemmertz na entrega do prêmio de melhor espetáculo em 2018

O Sesc-DF distribuiu aos vencedores de 2018 troféus e quantia em dinheiro, que neste ano totalizou R$ 35,5 mil. Foram premiados os melhores nas categorias: Espetáculo Adulto (R$ 8 mil); Espetáculo Infantil (R$ 6 mil); Espetáculo de Rua (R$ 4 mil); Direção, Atriz e Ator (R$ 2,5 mil cada); Dramaturgia, Cenografia, Figurino, Iluminação e Sonoplastia (R$ 2 mil cada). Além dos vencedores, alguns artistas que marcaram história fora os homenageados no decorrer da premiação, a exemplo da atriz Julia Lemmertz, e dos artistas Preto Rezende e Damião dos Santos. Em seu discurso, Júlia valorizou a atuação do Sesc em oferecer tantos espaços quem promovam cultura, além de ações que premiam a classe artística. “Precisamos lutar por ações como as que o Sesc que promove. Desta forma, ao dedicar investimentos e energia na criação e consolidação da nossa cultura e da classe artísitica, conseguimos nos fortalecer dos tempos sombrios que virão”, disse Júlia. “É preciso que todos nós lutemos junto com o Sesc e outras instituições para mostrar o que queremos, além do respeito a nossa profissão”, afirmou Julia.

Participaram da mostra competitiva adulta: o grupo Sutil Ato, com o espetáculo Autópsia – A Continuação (Ato IV); o Grupo de Teatro Celeiro das Antas, com a peça Sonho de Uma Noite de Verão; o espetáculo Sonho de Uma Noite de Verão; o Coletivo CRIADOUROS, com o espetáculo Cria; e o Teatro Pândego, com a peça Stanisloves-me. Na nova categoria infantil concorreram: o grupo Coletivo Antônia, com o espetáculo Bubuia; o Bagagem Cia de Bonecos, com a peça Contos para Acordar; e a Cia Burlesca , com o espetáculo Bendita Dica. Na Categoria de rua concorreram os grupos: Cia da Sorte, com o espetáculo Segura, mamãe! e a Cia. Circo Rebote, com o espetáculo Columpio.

Sobre o Prêmio – A Comissão Julgadora, formada por críticos e profissionais da área, escolheu cinco peças adultas para serem encenadas no Teatro Sesc Garagem (Sesc 913 Sul) no período de 21 a 25 de novembro, sempre às 20h; três espetáculos infantis no Teatro Paulo Gracindo (Sesc Gama), entre 26 e 28 de novembro, às 15h; além de dois espetáculos de rua, que se apresentarão nos dias 24 e 25 de novembro, na Feira da Torre de TV. Além dos premiados, o melhor espetáculo adulto, infantil e de rua vão integrar a programação local do Festival Palco Giratório – Brasília 2019, concorrendo, posteriormente, a uma possível inserção no projeto nacional de 2020. Competem peças teatrais produzidas no Distrito Federal.

 

Vencedores do Prêmio Sesc do Teatro Candango 2018: 

Melhor espetáculo: Autópsia – A continuação (Ato IV) – Jonathan Andrade

Melhor direção: José Regino – Sonho de Uma Noite de Verão

Melhor atriz: Maria Eugênia Félix – Autópsia – A continuação (Ato IV)

Melhor ator: Rodrigo Lelis – Sonho de Uma Noite de Verão

Melhor figurino: Rachel de Oliveira, Thayná Caminho dos Santos e Jordelina dos Santos Soares – Autópsia – A continuação (Ato IV)

Melhor cenografia: Ana Flávia Garcia, Caísa Tibúrcio, Nara Faria e Roustang Carrilho – Cria

Melhor dramaturgia: Ana Flávia Garcia – Cria

Melhor iluminação: Marcelo Augusto – Cria

Melhor sonoplastia: Chico Mosrri, Simone Reis e Bruna Martini – Stanisloves-me

Melhor espetáculo de rua: Segura Mamãe! – Cia Sorte

Melhor espetáculo infantil: Bendita Dica – Cia Burlesca