O Grupo dos Mais Vividos (GMV) é um projeto para pessoas acima de 60 anos que tem como objetivo a promoção da qualidade de vida, da autonomia, do protagonismo e empoderamento da pessoa idosa, por meio de atividades lúdicas, educativas e informativas.

Consiste em promover atividades que possibilite a articulação das dimensões individuais, relacionais e sociais, tornando a velhice, um tempo significativo e produtivo, por meio do desenvolvimento de ações voltadas para o exercício da cidadania, enfrentamento da exclusão da velhice e ao fortalecimento do idoso enquanto protagonista.

Os grupos acontecem nas Unidades Operacionais e Centro de Atividades: Ceilândia, Estação 504 Sul, Gama, Guará, Taguatinga Norte, Taguatinga Sul, 913 Sul.

São realizadas atividades como: Oficina de Trabalhos Manuais, Memória, Buscando Saúde, Atividades Físicas e Recreativas, Prevenção de Quedas, Palestras Educativas e Informativas, Campanhas e Seminário.

Para participar do Grupo dos Mais Vividos é necessário ter 60 anos acima, ter credencial do Sesc, RG e CPF.

REUNIÕES SISTEMÁTICA

Proporcionar um espaço com atividades socioeducativas, recreativas e culturais, garantindo assim o acesso a informações sobre cidadania, saúde, direitos e deveres, além de promover a interação social.

As reuniões contribuem para uma maior interação entre os pares, pois possibilita o conhecimento e a reflexão sobre as demandas apresentadas no cotidiano social e ainda as pertinentes a faixa etária idosa, de forma que cada idoso possa ser agente multiplicador, transformando sua realidade social e de sua comunidade.

OFICINA DE MEMÓRIA

Incentivar os idosos na prática de exercícios de estimulação cognitiva para a promoção da qualidade de vida e envelhecimento ativo, contribuindo para o autocuidado, melhora na autoestima e nas relações de socialização. Tem como objetivo trabalhar as memórias funcional, cognitiva e afetiva. Os aspectos são relevantes para a prevenção das doenças do envelhecimento, Aliado a isso, possibilita a criação de laços afetivos e de convivência e o trabalho a partir dos aspectos culturais, relacionais, sociais, educacionais e de raciocino lógico.

MUSICALIZAÇÃO

Promover a qualidade de vida dos participantes por meio de atividades que desenvolva habilidades de canto e coral, colaborando com os aspectos biopsicossociais do processo de envelhecimento, desenvolvendo habilidades nos idosos para canto e coral, além de proporcionar o desenvolvimento em seus aspectos físicos, psicológicos e sociais, cognitivos e físicos.

OFICINA DE EXPRESSÃO CORPORAL

As oficinas de expressão corporal têm como objetivo experimentar o trabalho colaborativo, coletivo e autoral, perceber e explorar a teatralidade dos gestos e do comportamento do cotidiano e exercitar o equilíbrio, a atenção, a imaginação, a memória e a concentração por meio de jogos.

O foco de suas ações está em potencializar habilidades e talentos na perspectiva de articular as dimensões individuais, relacionais, sociais e culturais, contribuindo para o protagonismo da pessoa idosa, o fomento a cultura, o autoconhecimento e a valorização da pessoa idosa.

MAIS VIVIDOS EM CENA

Desenvolver habilidades, criatividade, memória, expressão corporal, raciocínio e a autoestima; Trabalhar técnicas de desinibição, integração e interpretação por meio de jogos dramáticos e teatrais; Encenar releituras de textos teatrais e a montagem de um espetáculo, podendo ser um musical, comédia, drama, entre outros, de acordo com o perfil de cada grupo.

MULTIPLICANDO O SABER

Fortalecer ações institucionais de aperfeiçoamento, capacitação, transmitindo e adquirindo novo saberes intergeracionais, bem como fomentar o desenvolvimento econômico por meio de técnicas de trabalhos manuais para idosos participantes do grupo.

PROJETO ENVELHECER

Desenvolver atividades sócioeducativas e culturais com idosos, estimulando o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) dos participantes do Grupo dos Mais Vividos, abordando os aspectos biopsicossociais que caracterizam o processo de envelhecimento humano, com ênfase nos eixos de saúde do Idoso, educação e atualidades, cidadania, arte e lazer.

PROJETO INTERGERACIONAL FAZ DE CONTA QUE ACONTECE

O Projeto visa promover de maneira lúdica a intergeracionalidade entre os idosos participantes do Grupo dos Mais Vividos e as crianças do Programa Esportivo Social e Cidadania – PESC ou Edusesc, com o desenvolvimento de técnicas de contação de história, promoção de debates sobre temas de cidadania e realização de troca entre crianças e idosos.  A contação de história pode ser um elo de aproximação entre essas gerações que estão presentes na instituição Sesc, de forma a construir um trabalho cada vez mais integrado e multidisciplinar.