SESC-DF E CETEFE: UMA PARCERIA PARA A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO ESPORTE

A prática regular de esportes é indispensável para a saúde física e mental do ser humano. Para as pessoas com algum tipo de deficiência ou necessidade especial, praticar atividade física pode representar muito mais que saúde. Além de melhorar a condição cardiovascular dos praticantes, aprimorar a força, a coordenação motora e o equilíbrio; no aspecto social, o esporte proporciona a sociabilização e melhora a autoestima e a autoconfiança.

Pensando nos inúmeros benefícios trazidos pelo esporte às pessoas com algum tipo de deficiência ou necessidade especial, o Sesc-DF estabeleceu  parceria com a organização não-governamental Associação do  Centro de Treinamento de Educação Física Especial (Cetefe).

Para o coordenador de esportes e lazer do Sesc-DF, Élisson Fabrício, a ideia de procurarmos o Cetefe surgiu da necessidade de indicarmos aos nossos alunos com algum tipo de deficiência a melhor pratica esportiva para determinado trauma ou lesão. “Todo o cuidado do Sesc-DF com esse público tem como um único objetivo: melhorar a qualidade de vida em geral dessas pessoas promovendo a inclusão de forma rápida e direcionada”, afirma.

A avaliação de cada aluno é feita por uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e educadores físicos para identificar quais as atividades recomendadas de acordo com o nível de comprometimento da lesão ou do trauma.

O Sesc oferece em suas Unidades diversas opções para a pratica de esportes. Além das academias, os espaços trazem modalidades como natação, hidroginástica, dança, futebol, vôlei e outras. As Unidades do Sesc-DF contam hoje com a frequência de aproximadamente 100 pessoas com algum tipo de deficiência visual, auditiva, física e cognitiva que encontram na Instituição a possibilidade de realizar atividade física. Além do direcionamento desses alunos ao Cetefe em casos específicos, o Sesc-DF busca constantemente capacitar o corpo técnico por meio do centro de Treinamento para o aperfeiçoamento do atendimento junto a esse público.

(Com colaboração de Luciane Zorzin)