Sesc firma parceria para recolhimento de lixo eletrônico nas unidades

Com o objetivo de reduzir o número de resíduos eletrônicos depositados em locais impróprios, o Sesc-DF firmou uma parceria com o projeto Programando o Futuro, de Valparaíso de Goiás (GO). Todas as unidades da instituição estão recebendo equipamentos por meio de eco pontos de coleta. A ideia é possibilitar que o descarte desses materiais seja feito em um local adequado, além de permitir a reciclagem dos produtos.

De acordo com a chefe da unidade de Ações de Gestão e Sustentabilidade do Sesc- DF, Patrícia Coelho, o recolhimento nas unidades devem gerar bons resultados. “A parceria vem com o intuito de diminuir a contaminação que esses materiais causam ao meio ambiente e à saúde humana ao serem descartados de maneira incorreta. O projeto proporcionará a reciclagem desses equipamentos, transformando algo que poderia ser lixo em um novo computador, por exemplo. Com isso, temos uma redução da contaminação de metais prejudiciais e uma economia na extração desses componentes na natureza”, afirmou.

O coordenador-geral do projeto Programando o Futuro, Vilmar Simion Nascimento, ressaltou que a parceria com o Sesc superou as expectativas. “Recebemos os materiais e catalogamos tudo. Separamos por fabricante, peso e modelo. Depois disso, recondicionamos os aparelhos e doamos para instituições de inclusão digital de todo o Brasil. O que não é possível reaproveitar, como o vidro, a borracha e o ferro, encaminhamos para a indústria que pode transformar em matéria-prima. Já recebemos do Sesc muitos produtos e não imaginava que a parceria fosse dar tão certo. Estamos bem animados”, comemorou.

Dentre os materiais que podem ser depositados nos eco pontos estão: monitores, notebooks, impressoras, telefones com ou sem fio, celulares, CD’s, calculadoras, controles remotos, fones de ouvido, carregadores de aparelhos, entre outros. A ação faz parte do Ecos Programa de Sustentabilidade, do Sesc.